Loading...

Like a Prayer: o grande disco de Madonna

Lançado em 3 de março de 1989, Like a Prayer foi o álbum definitivo na consagração de Madonna como o gênio feminino do pop. Depois de três álbuns de grande sucesso, que já tinham elevado Madonna ao posto de mulher mais influente do mundo, Like a Prayer veio consolidar a rainha do pop como uma artista legitimamente contestadora, inteligente e revolucionária. O álbum atingiu a primeira colocação da Bilboard em 27 de março de 1989, e causou comoção social pelo conteúdo do videoclipe da música homônima.

Madonna, sem sombra de dúvidas, se tornou um cânone na linguagem pop com a produção deste álbum e principalmente por fazer de seu videoclipe uma grande emboscada para a igreja católica e o conservadorismo dos anos oitenta. Não bastasse a grande qualidade musical do disco que mistura rock, música gospel e funk, Like a Prayer é paradoxalmente recheado de introspecção de uma mulher extremamente desafiadora com sua visão comercial brilhante. Madonna aposta no teor político de sua imagem, redimindo assim qualquer análise superficial que a rotule como mais um mero produto da indústria cultural.

O álbum foi concebido em meio a uma crise imensa da cantora. Recém divorciada de Sean Penn, com quem manteve um casamento de abusos, Madonna estava completando trinta anos de idade – mesma idade com que sua mãe faleceu. Além disso, os bastidores da produção do álbum são recheados de histórias e desacertos entre músicos, produtores e a geniosa cantora – além da ruptura contratual por parte da Pepsi, que era seu maior patrocinador para a turnê que se seguiria após lançamento do álbum. A repercussão do controverso clipe (lançado um dia após os comerciais da Pepsi com a cantora, em escala mundial) gerou pânico entre os executivos da Pepsi, que decidiram pela ruptura do contrato. Nota cômica: Madonna venceu o MTV Vídeo Music Awards de 1989 na categoria Viewer’s Choice, evento que também foi patrocinado pela marca de refrigerantes. Madonna, ao subir no palco para receber a premiação, declarou: “Acho que isso significa mais para vocês do que para mim… Eu gostaria muito de agradecer a Pepsi por causar tanta controvérsia”.

O videoclipe da música que abre o disco é sem dúvidas um dos mais revolucionários já produzidos até hoje. Madonna foi muito perspicaz ao jogar uma grande isca para a sociedade, os meios de comunicação e para igreja católica. Se o disco hoje é um grande testamento do universo pop, é porque todos morderam essa isca. O roteiro do clipe é uma verdadeira colcha de retalhos costurada por simbologias, metáforas e contestações a toda forma de opressão que Madonna sempre combateu. No vídeo, a cantora mistura êxtase religioso com o amor e sexo, insulta a Ku klux klan e desmistifica o mundo de indulgências e santidades da igreja católica se colocando como mulher dona de seu próprio prazer. Isso tudo lhe custou a excomunhão da igreja católica e críticas de vários setores da sociedade – o que só reafirma o tamanho de seu poder, influência e inteligência. O videoclipe acerta do começo ao fim ao atacar a Ku Klux Klan, ao redimir um personagem negro que é preso injustamente, ao enaltecer a figura da mulher e da justiça, e, sobretudo, por mostrar a dignificação das escolhas corretas. Risivelmente foi esse mesmo clipe que causou o imenso despautério do Vaticano, na figura de João Paulo II que, provavelmente, não entendeu o teor do trabalho da cantora (risos). Cheque mate!

Afora a comoção social que o trabalho causou, é importante reforçar que Like a Prayer é antes de tudo o grande disco de Madonna, o mais aclamado pela crítica musical até hoje. Músicas como Keep it Together, Express Yourself, Pray for Spanish Eyes e Like a Prayer além de fazerem parte de sua lista de maiores sucessos, atuaram de maneira determinante no desenvolvimento de sua carreira musical e estética, bem como na expansão do universo pop, influenciando artistas como Kylie Minogue, Britney Spears e mais diretamente Lady Gaga. Ou seja: Madonna é um gênio. E Like a Prayer é a profissão disso!

Thiago Sagi

Thiago Sagi

Cantor e compositor, tem um disco intitulado Cancionar e é fã incondicional de Elis Regina. Quer chegar mais e conhecer o trabalho dele? Acesse www.saginova.com.br @saginovaoficial facebook.com/saginovaoficial

Posts Relacionados

Comentários

Newsletter